18 maio, 2012

Debbie Ford entrevista Alanis Morissette

Alanis foi entrevistada ontem por Debbie Ford, confira o áudio clicando aqui e o resumo abaixo:

Alanis diz que quando compôs Jagged Little Pill não tinha intenção de ajudar as pessoas a lidarem com sentimentos ou fazer disso uma grande terapia onde as pessoas pudessem lidar com seus sentimentos. Simplesmente aconteceu.

Alanis estava no mundo onde a fama é o que as pessoas querem e almejam e onde você deve estar sempre conectada às pessoas de forma positiva e ela estava suprimindo todos os seus sentimentos até o momento que pode entrar no estúdio com Glenn e colocar tudo para fora. As pessoas acabaram entrando neste movimento e se liberando emocionalmente também. Alanis acha que só colocou voz num movimento que já estava acontecendo. (principalmente entre mulheres que se identificaram com a música)
Alanis se comoveu com as pessoas entrando em contato com ela através do que ela havia escrito na época de Jagged Little Pill.
Música é algo universal e não existe língua ou barreira, não existe vergonha e é só uma questão de liberar emoções.
Agora Alanis se considera uma buscadora intensa da espiritualidade.  A busca entre a conexão entre as pessoas deve ser pura e profunda. Existem controladores como dinheiro e efeitos externos mas que devem ser banidos pela Alanis para continuar o estudo e a conexão. Música a ajuda muito em toda esta busca, que seja entre pessoas, amigos ou familiares.
Essa jornada deve ser feita individualmente e é muito dura pois ela quase nunca fez isso com ela mesma, em fornecer respeito a ela mesma. E é um processo de humildade e caminho muito duro. As coisas externas, como dinheiro, fama e negócio são fáceis de serem perdidas se acometidas por alguma doença e só então as pessoas se tornam espirituais mas este trabalho deve ser feito o quanto antes e colocar tudo pro lado se possível, dinheiro, fama, poder.

SOBRE A MÚSICA EVERYTHING (So-called chaos)

Existe um processo de assumir que podemos ser um pouco do que queremos ser porque não queremos ser o que nossa mãe foi, o que nossos amigos são ou mesmo um pedaço do que nossos "ex" foram. Que podemos ser tudo o que outros são, as boas e não tão boas partes das pessoas. Podemos ser tudo, assim como diz a música. E precisamos abraçar todas as formas que somos e que podemos ser. As pessoas não entendem os dois lados que elas tem.

Quando jovem achamos que podemos maniuplar as pessoas a nos amarem e gostarem da gente porque escondemos nossas partes negativas porque estamos desconectados do amor. Mas quando crescemos não podemos manter toda essa traição e mentira por longo tempo mas então entedemos que as pessoas podem amar mesmo quando encontram o lado sombrio das pessoas que elas amam porque o amor é puro e está no coração de todos.

GRUDGE (SONG)

As pessoas precisam estar numa posição em qualquer tipo de relacionamento onde precisam ajudar uns aos outros mas nem sempre isso é possível e isso deixa Alanis muito triste pois é assim que muitas relações acabam. As pessoas não são capazes de manter isso ou mesmo simplesmente não existe de forma alguma.

A nova música dá a sensação de autoproteção também. Quando às vezes queremos estar somente com nós mesmos e nos proteger e sermos mais protegidos por nós.

O novo álbum foi escrito em casa, pois além de grávida ainda tinha o livro para terminar de escrever e as músicas que queria compôr. Guy Sigsworth foi de Londres a Los Angeles e ecsreveu o álbum com Alanis e depois voltou para Londres e o álbum só precisava ser terminado e colocado as partes juntas.

Os sentimentos em "Gardian" foi em um nível muito hormonal e animal em relação ao meu filho que nunca experimentou antes. Pessoas como eu estão espalahadas pelo mundo mas são muito sensíveis independentemente de todas as forças.

Está indo pra Europa e também vai gravar um filme na França onde fará uma pequena participação num filme onde atuará como uma cantora francesa. E promover o o novo CD. depois uma turnê pela América do Norte e Canadá e depois da turnê terminar o livro que está fazendo e falando sobre isso há uns "10 anos" como Alanis mesma disse na entrevista.

Alanis quer ser mais responsável por ela e outras pessoas.


Tradução
Debora Commins

Fonte:

Artigos Relacionados

1 comentários :

Alanis Always disse...

Obrigado pela Visita e Fique a Vontade para Opinar sempre!!
*Duvidas ou Sugestões, Idéias, Divulgações e Parcerias podem ser enviados para:
contato@alanisalways.com
*Não Insultar o Autor ou Leitores das postagens
*Não Pedir parceria por comentários
*Não Publicar Spam ou Similar
*Não use caixa alta (caps lock).
*Seja cordial. Não use palavrões, nem termos ofensivos.
*Não faça spam ou comentários fora do contexto do post.
*Agradecemos elogios, sugestões e críticas construtivas.
*Toda ajuda é bem vinda. Não critique apenas, ajude também!

18 de maio de 2012 12:28

Postar um comentário