17 agosto, 2012

Alanis Morissette na Revista RollingStone da Alemanha

Alanis Morissette foi materia da revista RollingStone da Alemanha, confira a Matéria completa traduzida abaixo:


Auto-conhecimento para admiradores das cores


Acostumada a ir contra a corrente: Alanis Morissette gosta de seu chocolate com sal, de café com pânico e acha o outono melhor do que a primavera
Alanis Morissette lançou um novo álbum após algum tempo em licença-maternidade, no qual se encontra tudo o que se ouviu até hoje na discografia da canadense. Pop rock com guitarras poderosas, canções sobre experiências próprias, algumas batidas e sintetizadores: „Havoc and bright lights” é Alanis Morissette em resumo. Também neste „Isso Ou Aquilo”  vem à conversa aquilo pelo o qual conhecemos a artista.
Doce ou azedo?
A combinação, por favor. Eu sou chocolate amargo com sal, sopa doce com capim-limão. A idéia de ser completa é muito mais importante para mim do que ser vista como a boa garota.
Primavera ou outono?
Outono. Eu posso usar cachecóis soltos e pulover, tudo é mais romântico. Primavera no Canadá significa para mim: em todo lugar lama de neve.
Mi menor ou sol maior?
Mi menor. Acordes são para mim como cores – eu gosto das cores escuras e misturadas, um pouco mais complicadas. Canções como „You learn” são vermelhas ou amarelas. Canções como „Uninvited” são em contraste marrom ou violeta. Eu vivencio essas coisas muito intensivamente: quando eu entendi que 20% das pessoas são hipersensíveis ao estímulo dos sentidos, eu soube que eu pertenço a esse grupo – isso eu encaro como uma honra. Nós somos normalmente os filósofos e artistas e infelizmente quase nunca estamos numa posição de chefia. Se mais artistas e filósofos tivessem a palavra final, o mundo seria um lugar mais bem acessível e bem mais divertido.
Obedecer ou dar a ordem?
Dar a ordem. Eu nasci com este papel, querendo ou não. Para meus amigos eu sou a irmã mais velha ou a força feminina na vida deles. Eu adoro ser a chefe e cuidar para que todos estejam bem.
Preto ou branco?
Preto.  Por exemplo a pedra preciosa Onyx, com a qual eu fiz uma jóia – jóias pretas me conectam à terra.
Café ou chá?
Desde que sou mãe, com certeza café. Antes eu não tomava nunca, pois o café me deixava num estado de pânico. Hoje eu prefiro estar um pouco em pânico do que dormir no volante.
Sozinho ou junto?
Meu ideal é: sozinho e tranquilo.
Fé ou coincidência?
Certamente fé. Para mim é uma idéia central o fato de que somos seres espirituais, que apenas por um momento adquirem a forma humana. Mas eu também sou extremamente agradecida a certas coisas – meu corpo, que me permite estar aqui, minha voz com a qual eu posso fazer tantas coisas, até mesmo por meus cabelos que eu posso deixar cair na minha frente como uma manta protetora – seria muito arrogante à face de todas essas coisas não virar uma pessoa espiritual.
Lennon ou McCartney?
Lennon! Ele era violeta, McCartney amarelo. Amarelo é o povo, violeta a profundidade, Phönix, que resurgiu das cinzas. Eu sou obcecada por pessoas que vivenciaram algo, que precisaram ser corajosas – nos olhos delas há sabedoria e força, que precisamos para nos entregar e permitir uma certa intimidade. O nosso planeta precisa destas pessoas. 

Colaboração e Tradução:
Rafaella Pitanga




Artigos Relacionados

1 comentários :

Alanis Always disse...

Obrigado pela Visita e Fique a Vontade para Opinar sempre!!
*Duvidas ou Sugestões, Idéias, Divulgações e Parcerias podem ser enviados para:
contato@alanisalways.com
*Não Insultar o Autor ou Leitores das postagens
*Não Pedir parceria por comentários
*Não Publicar Spam ou Similar
*Não use caixa alta (caps lock).
*Seja cordial. Não use palavrões, nem termos ofensivos.
*Não faça spam ou comentários fora do contexto do post.
*Agradecemos elogios, sugestões e críticas construtivas.
*Toda ajuda é bem vinda. Não critique apenas, ajude também

17 de agosto de 2012 17:47

Postar um comentário