25 setembro, 2012

Alanis Morissette na revista RollingStone Brasil

A maternidade é o centro das atenções de Alanis Morissette no momento, mas, mesmo assim, ela voltou ao batente. As faixas do recém-lançado Havoc and Bright Lights começaram a ser escritas quando o filho dela, Ever Imre, tinha cinco meses – agora, com 1 ano e meio, ele excursiona ao lado da mãe, inclusive com uma


passagem pelo Brasil este mês. “Ele está comigo no ônibus de turnê, nos backstages dos shows”, Alanis conta. “Meu marido está comigo, há sempre tios e tias por perto. É uma comunidade muito bonita.”

Como foi fazer um disco tendo um filho pequeno?
Construímos um estúdio em casa, e ainda bem que o processo de escrever músicas é bem rápido. Levo entre 30 e 40 minutos para escrever uma canção, e sempre que alguém batia à porta – o que acontecia bastante – eu fazia uma pausa e passava um tempo com meu filho e meu marido. O entendimento geral era que se meu filho precisasse de mim, eu estaria disponível, ponto. E funcionou bem.

Como a maternidade afetou sua visão de mundo?
Acho que há uma tendência a querer me tornar mais ligada a mim mesma e de estar mais disponível para as pessoas. Como mãe, é muito apropriado cuidar do meu filho – mas ao mesmo tempo a maternidade jogou uma luz sobre quando eu queria cuidar das pessoas e era inapropriado.

E planeja ter mais filhos?

A intenção é ter pelo menos mais um, vamos ver o que acontece. Talvez até dois, mas ainda não temos ideia.

Você continua lendo esta matéria na edição 72 da Rolling Stone Brasil, Setembro/2012.



Fonte:

Artigos Relacionados

1 comentários :

Alanis Always disse...

Obrigado pela Visita e Fique a Vontade para Opinar sempre!!
*Duvidas ou Sugestões, Idéias, Divulgações e Parcerias podem ser enviados para:
contato@alanisalways.com
*Não Insultar o Autor ou Leitores das postagens
*Não Pedir parceria por comentários
*Não Publicar Spam ou Similar
*Não use caixa alta (caps lock).
*Seja cordial. Não use palavrões, nem termos ofensivos.
*Não faça spam ou comentários fora do contexto do post.
*Agradecemos elogios, sugestões e críticas construtivas.
*Toda ajuda é bem vinda. Não critique apenas, ajude também

25 de setembro de 2012 16:47

Postar um comentário