21 julho, 2015

You Oughta Know: uma história oral de Jagged Little Pill de Alanis Morissette

 "O que você é nascido com o que você nasce com, e o barulho que você faz é o ruído que você faz. E o barulho que ela faz é tão extraordinária." - Glen Ballard

Fierce. Vulnerável. Sem remorso. A voz de Alanis Morissette arrancou em 1995 com um álbum que dividir a década. Chegada afiado Little Pill Jagged foi inesperado: o trabalho anterior de Morissette incluiu dois álbuns pop teen e um único que lhe deu o apelido de "Too Hot" Alanis. Ele também deu a ela uma imagem de dance-pop que queria a tremer. Aos 21 anos, Morissette não deixar que os outros definem ela; Jagged Little Pill era sua verdade.


Caiu de MCA Records, depois daqueles dois primeiros álbuns, Morissette viajou para a Califórnia para escrever novas músicas e finalmente encontrou um co-escritor em Glen Ballard (Michael Jackson, Paula Abdul). Gravadora de Madonna, Maverick Records, pegou o álbum resultante, e vêm junho de 1995, Morissette lançou um manifesto feminista em Jagged Little Pill, que vendeu mais de 33 milhões de cópias e ganhou vários prêmios Grammy e Juno.

Este mês marca 20 anos desde Morissette partiu em sua Jagged Pill pequeno turnê mundial, também conhecido como o não podem nem a turnê Intelectual relação sexual. Mas a história do álbum começa em um pequeno estúdio em Encino, Califórnia., Logo após um terremoto, ao mesmo tempo e lugar como o JO Simpson perseguição do carro de polícia. Quando uma mulher canadense de 19 anos de idade, com um inferno de muito a dizer para o oeste de Toronto e encontrou sua voz.

Com entrevistas de Morissette, Ballard, do Maverick Guy Oseary e mais, apresentamos a história oral completa de Jagged Little Pill de Alanis Morissette.

Nota do editor: todas as entrevistas foram editadas para melhor compreensão.
 (Illustração por Dan Busheikin/CBC Music)

O making-of: 'Tenho de zero arrependimento sobre qualquer coisa' *Alanis Morissette: Eu realmente estava morrendo de vontade de ir para Hollywood. Mas eu sabia que se eu fui de Ottawa direto para Hollywood ele só teria sido muito grande de uma mudança cultural para mim. Então eu passei cerca de um ano ou mais, em Toronto, e então eu estava caído por MCA. E assim eu continuei escrevendo. Eu era um workaholic, então, eu estou recuperando um viciado em trabalho agora. Eu só estava escrevendo dia e noite - Eu tenho calendários desse período de tempo onde eu tenho uma sessão de escrita na parte da manhã e uma sessão de escrita durante a noite, sete dias por semana, sábados e domingos, e isso é tudo que eu fiz.Ballard: Em fevereiro de 1994, um jovem editor chamado Kurt Dinney, que estava no MCA Music Publishing, e estava trabalhando no escritório de Los Angeles, ele me chamou e disse que ele tinha um escritor que vem na cidade do Canadá e ele tinha me pensado para escrever com ela e é assim que tudo começou. Acabou que foi Alanis Morissette. E ele me disse que ela estava indo para a cidade para um curto período de tempo e queria escrever canções.Alanis Morissette: Eu só não queria parar [a escrita]. E é por isso que eu me mudei para Hollywood e escreveu com tantas pessoas diferentes, eu não queria parar até uma canção realmente representava exatamente o que eu estava pensando e sentindo. [Eu já tinha escrito] provavelmente 50 músicas? [Risos] Eu era um prazer para as pessoas, e eu tive um tempo difícil parar o processo, se eu estava escrevendo com alguém por respeito a eles, então eu gostaria de terminar a canção, mas eu sabia que eu nunca iria usar a música. O exercício do que foi realmente esclarecedor para mim, mas eu sabia que não tinha encontrado uma espécie de meu legítimo assento, por assim dizer.Ballard: Ela estava tentando descobrir quem ela era, naquele momento, e foi essa coisa incrível. Eu apenas senti que ela apenas estava sacudindo a árvore e da fruta estava caindo [risos]. Quero dizer, ela estava tão pronto para que isso aconteça. Por isso, foi um belo, belo tempo. E isso raramente acontece dessa forma. Quero dizer momento perfeito, o lugar perfeito. Ela tinha 19 e 20 anos de idade na época, e em seu 21º aniversário este disco saiu e foi um muito bom presente de aniversário [risos].Alanis Morissette: Quando me mudei para LA Eu continuei escrevendo com um punhado de pessoas diferentes e ele simplesmente não clique até que eu conheci Glen. Ele era intelectualmente sofisticado, então não havia teto para mim lá, e então musicalmente ele foi muito sofisticado, então não havia teto, e então ele era apenas muito curioso sobre quem eu era e deixou este enorme espaço aberto para mim escrever .Ballard: Ela entrou no meu estúdio em março de 1994, Encino, Califórnia, apenas cerca de seis semanas antes de que tinha havido um grande terremoto, e meu estúdio estava apenas recebendo de volta on-line e quando ela apareceu, ela realmente me ajudou a terminar o último dia de começá-lo online. Estávamos começando tarde; o estúdio não foi destruída, mas um monte de coisas tinha sido abalada. Por isso, foi uma espécie de após este enorme, evento sísmico. E então, quando estamos escrevendo o registro, literalmente esta JO Simpson saga estava acontecendo e em um ponto, Robert Kardashian, viveu em Encino não muito longe da minha casa. Havia todos estes helicópteros passando por cima, perseguindo JO Simpson na rua e estávamos indo, "Que diabos está acontecendo?" Nós estávamos escrevendo uma música chamada "No Avalon", que não está no álbum, mas é uma música muito poderosa. Era uma espécie de influenciado por esse evento. Então, parecia que não havia muita coisa acontecendo. Certamente cada dia era uma coisa muito mágica. Não havia nenhuma dúvida sobre isso. Isso não acontece todos os dias.Alanis Morissette: Um monte de outras pessoas que eu tinha sido colocados em conjunto com a colaborar tinha sua própria agenda. Especialmente no Canadá, compreensivelmente. Eles haviam me conhecido como um artista adolescente. Então, todo mundo tinha uma agenda muitas vezes quando eu ia para o estúdio com eles, enquanto Glen não tinha agenda. Sua pergunta implorou para mim foi, "Quem é você? O que você quer escrever? O que está acontecendo com você? "Essa foi uma verdadeira liberdade, que era bonita.Ballard: A primeira canção foi chamado de "The Bottom Line" [que mais tarde tornou-se "All I Really Want"] e nós gravamos, que escreveu e gravou todo aquele dia e que se tornou o nosso padrão. Nós terminou naquela noite, gravou e tocou para nossa editora no dia seguinte e eles gostaram, e eles disseram continuar. Então nós fizemos.

Alanis Morissette: Nosso ritual era tal que seria a apenas ficar juntos, talvez ao meio-dia ou 1, íamos para o almoço, teríamos uma conversa, uma conversa filosófica sobre o que quer que o tópico foi naquele dia, e então poderíamos ir para o estúdio e muitas vezes a canção seria sobre esse tópico.Ballard: Eu acho que a maior coisa é que ela não estava em uma gravadora, e nós não estávamos realmente tentando escrever algo para o rádio ou para um cara A & R ou o que quer, estávamos apenas escrevendo músicas e eu acho que isso é o melhor coisa que poderia ter acontecido, porque eu acho que ela era muito originais. Ela não queria copiar qualquer coisa, quero dizer que não estava nela. E por isso era a coisa menos derivado que eu já fiz, foi literalmente apenas o que queríamos fazer começamos a fazer.

Alanis Morissette: Nós fizemos a música juntos as primeiras músicas - de modo "mais perto do que você pode acreditar" e "The Bottom Line" e "Ironic" foram escritos por ele e eu, e ele mergulhou sobre algumas das letras com mim, também. Então, eu estava inclinada sobre ele um pouco a esse respeito para as primeiras canções. E então depois ele só se tornou óbvia - bem, não se tornou óbvio, mas eu realmente tipo de entrou em meu próprio, por assim dizer, e estava escrevendo a música com ele, mas, em seguida, as letras seria escrito, tudo ao mesmo tempo comigo e eu senti como se estivesse pronto para as corridas, com o seu apoio.Ballard: A melhor coisa que aconteceu em toda a escrita era que ela cantou muito. Ela só estava cantando. Ela não tinha que todas as palavras ainda, mas ela estava cantando, cantando, cantando. E cantando essas melodias e mudar as coisas. Para mim, chegando a ouvir a voz dela na sala de um monte, é assim que nós fomos capazes de escrever essas canções, uma por dia. Então, que era uma espécie de predicado, e literalmente cada música que fizemos em um dia, e foi apenas a dois de nós.Alanis Morissette: Eu acho que nós começamos a escrever mais e mais músicas juntos, eu pensei, "Oh, este é um convite, este é total liberdade para eu ser quem eu sou mas ao mesmo tempo se sentir seguro", certo? Então não era como havia 500 pessoas no estúdio no quarto, olhando para mim, me [risos] julgar. E mais uma vez a falta de agenda foi apenas uma experiência muito comovente para mim, sua falta de agenda. Eu tinha realmente um grande agenda: a minha agenda era para ser auto-expresso e ser tão autêntica como eu poderia possivelmente, e eu não iria parar até que aconteceu.Ballard: Eu gravado todos aqueles vocais no final da noite, por vezes, ter um. "You Oughta Know", um tomar. A maioria deles, dois takes. E foi essa parte, até hoje, espanta-me mais do que qualquer coisa. Porque ela não fez nunca, nunca obter neurótico sobre vocais. Um monte de cantores apenas naturalmente será. Ela simplesmente não podia ser menos preocupado. Ela só iria sair e cantar.Alanis Morissette: Eu acho que o processo para mim foi realmente sagrado, mas não foi precioso. Se eu fosse ter ido para regravar nos vocais, eles teriam sido muito inábil [risos]. Porque eu já teve eles, você sabe? Houve um realmente urgente, visceral, imediato, em tempo real, capturando que Glen era capaz de fazer com seu microfone C12, seu microfone mágica, o original Magic Mike. E assim eu me senti os vocais já estavam lá, e ele também.Ballard: Então, muito do que aconteceu exatamente com os dois de nós, honestamente é o registro mais íntimo que você poderia fazer. Como os dois primeiros dias estávamos trabalhando, eu não tinha um engenheiro de gravação, em grande parte por causa desta coisa terremoto. Eu estava apenas fazendo o meu melhor para obtê-lo na fita. Gravá-la em 8 acrescenta. Eu tenho um bom estúdio, mas eu não me considero um engenheiro de gravação, mas em Jagged Little Pill eu era. Assim, as duas primeiras coisas que fizemos, era só eu, e ela disse: "Eu gosto de escrever assim."Então eu engenharia todas as demos originais, cada um deles.
(Williams & Hirakawa; design por Dan Busheikin/CBC Music)


Alanis Morissette: Eu acho que houve um par de vezes em que tentaram talvez fazer outro take vocal e ele só parecia que eu estava me [risos] copiando. Portanto, se divertir um monte de demos originais. Eu acho que "Hand in My Pocket" é talvez a demo original, com alguns ajustes.

Ballard: Em "You Oughta Know" que era 11 horas da noite, ela cantou uma vez. Estávamos exaustos. Era isso. Esse é o registro, que é os vocais. Do ponto de vista vocal, ninguém tem tanta coragem. Todo mundo quer consertar seu merda, ela nunca fez. Ela nunca fez. Ela só queria que fosse isso. E é claro que foi espetacular. Mas não havia Auto-Tune, não via dupla. Dobramos certas coisas apenas para efeitos, mas todos aqueles vocais são apenas ela no final da noite, cantando algo que ela apenas escreveu. E essa é a coisa mais surpreendente para mim, é a maneira como ela terminou.

Alanis Morissette: Há esta ilusão de segurança para os artistas, quando você está sozinho em uma sala. Até que a fama louco que se seguiu, eu literalmente pensei que talvez 10 pessoas que ouvir essa canção. Eu não acho que alguém realmente ouvi-lo. Quer dizer, eu queria compartilhá-lo com tantos milhares de milhões de pessoas como eu possivelmente poderia, mas eu estava sozinho em uma sala com Glen, e foi cofre para me para falar e compartilhar e escrever, e assim o fiz, e me senti realmente libertador. Foi só mais tarde que percebi que as minhas próprias experiências íntimas pessoais eram coisas que as pessoas relacionadas ou foram inspirados por ou confortado por. Isso veio muito mais tarde.

Engenheiro de gravação Chris Fogel foi trabalhar para Ballard durante o tempo Morissette escreveu Jagged Little Pill, e misturado a maior parte do álbum.

Fogel: Eu tinha entrado na parte da manhã, [Glen seria] decidir qual música eu ia mix, ele me deixar para o dia para fazer as minhas coisas com ele, ele iria voltar e ouvi-la, fazer o seu ajustes para ele e, em seguida, teríamos Alanis entrar naquela noite, ouvi-la, fazer seus ajustes para isso, ou eles ouvi-la tanto juntos pela primeira vez e fazer os seus ajustes. Eu sou uma espécie de terceiro volante.

Ballard: Em 26 de maio, que escreveu a canção "Ironic". Então essa foi a terceira canção que havia escrito. E, honestamente, quando escreveu que aquele que eu estava realmente animado porque eu amava ele, ainda é uma das minhas canções favoritas, e tudo o que aconteceu na escrita da canção que me convenceu de que este foi especial.

Alanis Morissette: Eu acho que o malapropism (má utilização de palavras) em "Ironic" foi a única coisa que eu me arrependi [risos]. Eu era como, oh Deus, se eu sabia mais do que 10 pessoas foram vai ouvir isso, eu teria sido um defensor em vez de ser envergonhados publicamente, planetariamente, por 20 anos. E Glen e eu escrevi que um conjunto. Mas, você sabe, a não ser que eu tenho de zero arrependimento sobre qualquer coisa.

Fogel: Nós estávamos ouvindo um monte de indie rock, no momento, eu acho que no momento em que The Cranberries foram muito popular. Então nós estávamos indo para um pouco mais ousado pouco, não som tão polido, e eu acho que se você ouvir o som vocal em "Ironic", particularmente a seção da ponte, que é fortemente afetado, isso é algo que eu vim acima com para a mistura.

Ballard: Nós escrevemos mais algumas vezes e, em seguida, ela teve de voltar para o Canadá. E, honestamente, nós escrevemos, eu acho que a última coisa que escreveu foi em junho, e então eu não escrever novamente com ela até outubro de 1994. Em um curto espaço que escreveu "You Oughta Know", "Mary Jane", "Forgiven "," Head Over Feet "," Hand in My Pocket "," Right Through You "," You Learn ", tudo o que era em outubro ou novembro. Nós éramos apenas em tal rolo nesse ponto, é sentida como nós sabíamos o que estávamos fazendo.

Fogel: Nós fizemos versões ao vivo de "Hand in My Pocket" com bateristas de estúdio e músicos de estúdio e apresentou aqueles com o rótulo. Fizemos versões de músicas que nunca existiram.

[Começamos] fazendo um monte de diferentes versões do pacote que se tornou Jagged Little Pill e eventualmente ferir-lo de volta ao que era.

Ballard: O que me surpreendeu foi que ela estava escrevendo coisas em tempo real. Quero dizer "Perfect", escreveu ela bem na frente de mim, e todo o conceito de uma criança, tipo de pressão que uma criança sente de seus pais. Quero dizer, nós não estávamos mesmo escrevendo essa música, ela não estava pensando sobre isso, é apenas uma espécie de saltou em seu cérebro.

Ballard: Havia tanta intenção não-verbal em seu vocal. Você pode ouvir o grito há no som de sua voz. O que é que a emoção, você sabe? Quais são as palavras que vão com isso? E de alguma forma, ela foi capaz de fazê-lo. Quero dizer, era apenas uma coisa extraordinária para testemunhar. E eu estava tipo de ouvi-la fazê-lo como eu estou fazendo essas faixas, e estamos chutando coisas e para trás com a música, mas ela está apenas escrevendo furiosamente, e, em seguida, cantando alguns, escrever, cantar, escrever, cantar, ele foi ótimo. Sentado no chão, nunca iria sentar em uma cadeira [risos].As pessoas pensam que ela estava nesse estado de espírito pesado ao fazer isso, o oposto era verdade. Eu nunca estive mais engraçado, ela riu de tudo o que eu tinha a dizer. Ela era apenas em um lugar de querer diversão e risos, e ela estava me fazendo rir, tanto que eu não conseguia nem sentar-se. Sinceramente, foi tão divertido.A faixa segreta: "Nós queríamos assustar as pessoas"Alanis Morissette: Eu comecei a escrever essa canção com nada, e nós tentamos envolvê-lo com cordas e música, mas ele simplesmente não chegou a indicar que combinação assombrado de vergonha e medo e tristeza, esperança e vulnerabilidade. Isso realmente conotação que realmente estava acontecendo.Ballard: Eu pensei que eu tinha talvez tocava piano, e, na verdade, é uma música que eu tocava guitarra e ela cantou, e eu apenas senti guitarra elétrica não soava bem, que acabamos levou-o para fora. Portanto, é um cappella agora.Alanis Morissette: Alguns dos que foi ficcional obviamente, eu não sou tão assustador, mas alguns dos que foi baseado em meu tendo ficado em casa dessa pessoa, que eu estava namorando, e apenas como estranho eu senti estar na casa dessa pessoa e tudo foi tão vulnerável e em campo aberto. Eu tinha realmente bons limites de volta, então, nesse sentido, mas foi a minha fantasia de, infelizmente, as coisas que ferem por acontecer mais tarde, profeticamente [risos]. Mas foi um pouco mal-assombrada. Isso foi realmente provavelmente os únicos momentos fictícios sobre o álbum inteiro. E isso pode ter sido por isso que tivemos que ser uma faixa escondida, também.Ballard: E queríamos assustar as pessoas. Ele vem em um minuto na sequência. Por isso, não desligue o CD, mas se você estava apenas sentado ao redor, você já ouviu o disco e de 30 segundos, 45 segundo passam e você acha que acabou, você está pensando em outra coisa, e você ouvi-la cantando. É assustador. Ele está me assustou algumas vezes, eu adoro isso. Somos gratos a todos que fura ao redor para ouvi-lo [risos].

Primeiros assinado: "Eles estavam com medo de mim 'Ballard: De vez em quando, quando algo assim acontece, ele não pode ser interrompido. E isso não poderia ser interrompido. O Senhor sabe, eu lhe digo, no final de 1994, logo no Natal, fiquei profundamente deprimido. Tivemos todas essas músicas. Alanis teve de voltar para o Canadá, e ninguém o tivesse assinado. Na verdade, eu não sabia se eu estava realmente indo para vê-la novamente, e foi apenas gostar do que um vadio, você sabe? Porque eu achava que havia algo especial lá.Alanis Morissette: Tínhamos começado o processo de [compras lo ao redor], mas eu realmente colocar um fim a isso porque eu estava tendo reuniões com as pessoas e eles estavam dizendo coisas como: "Bem, como você tocar ao vivo?", E eu me virei para todos no momento e eu disse que eu sou realmente dispostos a assumir mais uma reunião onde eu tenho para descrever o que eu faço contra apenas provas que eu faço [risos]. Eles vão ver.Ballard: [Nós comprado para ele] todas as grandes gravadoras. Cada um single. Todos. Interscope quase assinou, Atlântico, não havia esse cara em Atlantic chamado Steve Greenberg que amava, ele não poderia começar seus chefes a assiná-lo. Warner Brothers passou, mesmo que [tinha]-lo na Reprise. Todas as majors, eu quero dizer a todos, honestamente, porque nós tivemos um monte de gente, que tinha conexões suficientes para levar as pessoas a ouvi-lo. Honestamente, foi diferente. Pessoas tipo de gostei, mas era como se, isso não significa nada [risos]. Você vai assiná-lo ou não? Você não é um pouco grávida. E ninguém queria nos pegar grávida. Não importava. Honestamente, como poderia ter sido melhor? Funcionou perfeitamente.Alanis Morissette: Eu estava no estúdio escrevendo "All I Really Want" com Glen em minhas calças de moletom [risos] e nós recebeu um telefonema de Ken Hertz, que foi um parceiro de um dos advogados que eu estava trabalhando. Ele disse: "Você tem que vir comigo agora, me encontre Maverick." E eu disse: "Eu não posso, eu estou vestindo minhas calças de moletom." [Risos] E ele disse: "Que pena, eu não me importo, entrar no carro. "Então, Glen e eu estávamos rindo e nós apenas entramos no carro e eu era como todos os direitos, bem este é apresentação zero, eu não vou entrar com meus estiletes e minha maquiagem especial ou nada.Ballard: Eu dirigi Alanis para Maverick e em que entramos na porta da frente, 8000 Beverly Boulevard, e nós tocamos Guy algumas músicas e ele era como, "Oh homem", imediatamente ele não jogar todos os jogos, ele simplesmente adorei.Guy Oseary começou a trabalhar para Maverick Records aos 17 anos de idade no início dos anos 90. Hoje, ele consegue Madonna e U2.Oseary: Ambos entrou no meu escritório, eu não sabia se eles eram uma banda, na verdade. Eu não sabia de nada, realmente - quando eu vi Glen eu não tinha fundo, eu não sabia o fundo de Alanis. Eu não sabia nada sobre eles. A primeira música que me jogou foi a demo de "Perfect". Dentro, eu não sei, 20 ou 30 segundos para a canção, eu estava feito. Eu já fiquei encantada e nunca ouvi nada parecido e queria contratá-la. Isso foi realmente isso, para mim.Morissette: Guy foi talvez dois ou três anos mais velho que eu na época. Jogamos o "Perfect" e "You Oughta Know" e "Hand in My Pocket" e ele estava completamente em pânico.Ballard: Eu acho que precisávamos que, você sabe? E assim foi extremamente encorajador, ea próxima coisa que você sabe que ele foi convencer todo mundo nesse edifício: é o que Maverick Records deve assinar. E ele convenceu todo mundo. Quero dizer, honestamente, a música fez um monte de convencer, mas não foi sem todo mundo sentindo que isso poderia funcionar. Nós fomos de ser apenas o enteado indesejado de ser Cinderela.Alanis Morissette: É por isso que eu não estava tão cabisbaixo como talvez eu poderia ter sido durante esse processo de rejeição após rejeição é que eu apenas pensei bem, alguém vai buscá-la. Glen conseguiu. Kurt Dinney conseguiu. E nós tivemos um pequeno grupo de pessoas que realmente tem o que estávamos fazendo, então eu pensei que é possível ter pessoas entendem essa música, então eu só não vai parar até que alguém faz. E então Guy fez.Oseary: Eu nem sequer entender o que "perfeito" significava. Quando eu finalmente entendi, quando eu finalmente tive a chance de ouvi-la, ele me surpreendeu ainda mais, certo? Quero dizer que a canção é inacreditável, liricamente e musicalmente, é puro. E tão bem escrito e tão bem cantada. Mas para mim é apenas, eu não posso explicar isso. Ele acabou de clicar. Muito rapidamente, e eu realmente me apaixonei. Eu caí no amor com Alanis, ela aqueceu meu coração.Ballard: É uma vingança doce quando uma pequena etiqueta como Maverick e um jovem gênio como Guy Oseary ouve uma música e quer assinar. Quero dizer, depois de toda a gente tinha ouvido tudo isso e passou. Então, você sabe, nós apenas tivemos que esperar por esse momento, e foi tipo de como era necessário acontecer dessa forma.Alanis Morissette: Eu acho que havia algo a ser dito para o fato de que [Guy] tinha a minha idade, certo? Ele foi a minha geração e assim essas letras ressoou com ele de uma forma que talvez um de 54 anos de idade na época não consegui. Eles estavam com medo de mim [risos]. Mas as pessoas que eram mais jovens eram elevados fiving mim.Oseary: Eu sinto mesmo que um monte de pessoas passaram em Alanis, eu não me sinto como, "Oh, eu sou o cara que disse que sim," Eu me sinto como se eu sou o cara sorte ela disse sim a. Mais uma vez, eu só descobri sobre um monte de que depois que toda a gente passou. Eu não me importava com nada disso. Eu simplesmente adorei e fiquei muito feliz que ela acreditou em mim, esse garoto que era um garota esperançosa que acredita nela. Foi realmente mútua, e foi realmente ótimo. É uma daquelas coisas que simplesmente me senti bem toda a volta.

A produção final: "Tenho 19 anos e estou intenso 'Ballard: Tivemos de obter o registro realmente pronto rapidamente e nós não realmente fazer muito mais para ele. Tivemos seis ou sete outras faixas, nós adicionamos alguns músicos a ele, mas, essencialmente, cada canção que começou com a nossa demo, e tudo o que adicionado a ele ainda é o demo.

Alanis Morissette: Havia um par de pedaços de feedback, não de Guy, mas a partir de algumas outras pessoas na empresa que queria ouvir diferentes versões de canções e eu a contragosto, que regravou alguns deles e, em seguida, quando Maverick ouviu apenas que dizem "Ew, não não não, queremos que os originais." [Risos]Ballard: Havia uma sensação, especialmente com Alanis, e acho que com Guy, para tentar não super produzi -la. Quero dizer o meu instinto era como OK, vamos recortar tudo, mas menino, que teria sido a coisa errada. Porque eu apenas olhei para ele como demos, você sabe? "Meu Pequeno demos."Alanis Morissette: Eu acho que [a Warner] pensou que era um pouco demasiada cáustica, e eles estavam com medo de quão intensa era, para ser honesta. E eu disse: "Bem, eu tenho 19 anos e estou intensa." [Risos] Se você quer gravar um
Steely Dan  , por que você não vai assinar uma banda Steely Dan? Porque eu tenho 19 anos e eu tenho alguma intensidade, assim você só pode ter assinado a pessoa errada. Então isso foi um bom limite para definir, em seguida, foram utilizadas as versões de músicas que eu amava ..

 (Williams & Hirakawa; design por Dan Busheikin/CBC Music)

Ballard: Nós adicionamos bateria em seis coisas, obviamente algumas guitarras e baixo.Fizemo-lo em algumas coisas e nós não ir para um grande, batedeira bem conhecido. [Chris] tinha vindo a registrar as nossas coisas de lá, todos nós meio que acreditava que o que tínhamos era bom o suficiente. Não apenas bom o suficiente, mas foi a coisa certa. Mas nada disso tinha a cuspir e polonês habitual de um registro, dos muitos registros Eu mesmo feito. Eu tinha sido um produtor de pessoal para Quincy Jones, e eu tinha feito todos esses grandes, registros elaborados. Este foi um feito à mão, realmente  ficha, sabe? E certamente que era essencial, penso eu, a sua honestidade.Oseary: O registro geral foi Glen e Alanis, é realmente seu álbum, seu bebê, e você sabe, eu tive a sorte de ser capaz de ajudar aqui e ali, mas realmente não precisa de nenhum de minha ajuda. Eu acho que o registro era inevitável.Exceto por uma faixa: a versão de rádio de "You Oughta Know" tem Flea e Dave Navarro tocando nela. Oseary, ao que parece, é o melhor amigo de Red Hot Chili Peppers Anthony Kiedis.Oseary: Tem um cara chamado Jimmy que eu estava pendurado com o tempo que jogou em "You Oughta Know" e ele só ficava dizendo, então ele teve a "Puxa, imaginar o que isso soaria como com um baixo forte e guitarra." visão imediata para ele. E então eu conversei com Alanis e Glen e perguntou se poderíamos tentar deixar Jimmy ver a sua visão. E assim fizemos, trouxemos Flea e Dave [Navarro], que eram amigos, e eles tentaram isso eo resto é história.Lançamento do Álbum : "Ela era Justin Bieber então, sem a internet 'Ballard: Eu acho que o seu desenvolvimento artista precisava acontecer fora do sistema. Claramente o fez porque o sistema realmente não gosto disso. Mas o público gostou. O público, neste caso, eles falaram muito mais alto do que qualquer coisa que qualquer crítico poderia dizer. Porque quando eles chegaram no rádio um par de vezes, as pessoas enlouqueceram. Sinceramente, foi tão rápido.Steve Waxman, diretor de publicidade da Warner, de 1992 a apresentar, ouvi pela primeira vez Jagged Little Pill, na primavera de 1995, enquanto montar um slideshow para uma convenção de vendas em Banff. Na convenção, Alanis e sua banda acabaram sendo convidados secretos.Waxman: A banda tocou naquela noite na abertura da convenção e completamente soprou todo mundo de distância. Eles foram espetacular. E seu desempenho foi incrível. Eu acho que o clube em [Banff] foi chamado Wild Bill é, é uma pequena asa comum. E era apenas o pessoal da Warner, que teria sido cerca de 50 pessoas. E foi apenas um muito, muito grande desempenho e quando acabou, eu quero dizer todo mundo era apenas sobre a lua.Eles estavam fumando dos jogadores quentes e eles são apenas, f - k, foi como um show cheio de rock . Quero dizer que não há outra maneira de descrevê-lo. Dito isto, eu tenho que admitir, que eu acho que eu era a única pessoa na sala que era cético em tudo sobre se vamos ou não seria bem sucedida com esta coisa.Craig Halket trabalhou para MuchMusic quando o vídeo "You Oughta Know" chegou em 1995. Ele foi um anfitrião, gerente ao vivo e também programador de música associado. Ele já trabalhou com Alanis durante seu tempo "Too Hot", quando ela se apresentou no Electric Circus.Halket: Um monte de gente apenas senti que [Jagged Little Pill] senti muito diferente. Algumas dessas pessoas eram apenas, mais uma vez, mais cético, não tanto cínica, mas um pouco mais céticos sobre se ele iria romper. Mas ele só parecia tão confiante e apenas parecia tão crua em comparação com o que ela tinha feito. Eu pensei que tudo que ela fez sobre ele parecia ser a coisa certa a fazer para mover-se longe do que ela era. E tinha sido alguns anos, ela se afastou e tinha que haver um entendimento de que ela não era 15 mais.Waxman: Eu não sei se os programadores de rádio e imprensa seria capaz de superar seu passado. Então eu acho que eu sou a única pessoa, provavelmente na empresa, esse pensamento, "Meh Eu não sei." Quer dizer, eu sabia que o registro foi realmente bom e eu sabia que os desempenhos Vestiu foi realmente um grande desempenho rock, mas eu também não tinha tudo o que muita fé em programadores de rádio e as pessoas da imprensa na época, dando-lhe a oportunidade de se expressar do jeito que ela queria expressar a si mesma. Acabei por a manutenção do registro de mídia sem dizer-lhes quem era, inicialmente.Halket: Houve muita conversa sobre como [Alanis] era do Canadá Debbie Gibson, como a maior parte da mídia norte-americana estava retratado-lo. [Ela] foi lançar um álbum e nós realmente não sabia o que ia ser. Sabíamos que algumas das pessoas que trabalharam com ela - Flea do Red Hot Chili Peppers, havia um monte de gente que tinha sido falado. Então, houve muita expectativa para quando a gravadora iria entregá-lo. Quando finalmente chegou, eu imediatamente agarrou, tirou a fita e correu para a parte de trás do estúdio MuchMusic de pop-lo e Sook-Yin Lee foi VJing na época, então nós dois assisti-lo.

Halket: Nós apenas sentamos e assisti-lo, e eu adorei. Quer dizer, eu só acho que a música era tão óbvio. O fato de que ela estava tentando empurrar alguns botões com as letras, que era a coisa que mais se destacou pela primeira vez: "Será que ele vai para baixo em você em um teatro" Esse tipo de se destacou. E era como OK, este é um novo Alanis.Lisa Worden é o diretor musical em KROQ-FM em Los Angeles, que foi a primeira estação de rádio americana para jogar "You Oughta Know", quando ele saiu.Worden: O [Maverick] registro rep chamou-nos dizendo: "Nós temos algo realmente especial, nós queremos vir jogar para você e é um artista novo e ela está fora do Canadá", e qualquer que seja, e assim eles vieram e jogado nós "You Oughta Know". E eu lembro de estar sentado no quarto e me e meu chefe, Kevin, e meu colega Jean, todos nós tipo de entreolharam em um ouvir e só fui santo porcaria, essa coisa é enorme. Lembro-me de um desses casos raros, nós colocamos o registro naquele momento. É sério foi uma das maiores reações do telefone que eu já vi na história da estação.Maie Pauts foi um locutor do meio-dia durante os anos 90 na estação de rádio de Toronto alt-rock a borda, onde as pessoas também continuou chamando em pedidos de Jagged Little Pill solteiros.Pauts: Eu acho que batia-nos como alguém que não só estava trabalhando na indústria, mas também como uma escuta do sexo feminino para outros artistas do sexo feminino. O que se destacou para mim foi que [Alanis] estava aceitando sua vulnerabilidade, mas ela definitivamente não era, digamos assim, uma vítima. Ela estava muito zangado, ela era muito agressivo. E eu acho que o tom de todo o álbum Jagged Pill pequeno foi um dos que abraçaram as mulheres por tudo o que somos. Sim, nós somos mulheres que têm emoções e, como qualquer outra pessoa, fraquezas, mas isso não significa que não temos nossos pontos fortes. E eu realmente acho que que falou-nos. Para um monte de nosso público.

Waxman: [Minha reserva] era completamente infundado. Completamente infundado, eu era um idiota [risos].Halket: [O captador] foi bastante imediato. As pessoas realmente perdoou e esqueceu. Quer dizer, eu acho que, certamente, algumas das pessoas de rádio foram, provavelmente, hesitante no início, porque ele estava se movendo para um gênero completamente diferente. Jogamos Alanis e, em seguida, decidimos jogar Alanis agora, apenas baseado inteiramente em que, quero dizer, havia um monte de hype sobre quem ela trabalhou com e os temas das canções. Então ela realmente tipo de agitar as coisas.Waxman: As pessoas estavam tão sobrecarregados pelo registro. Foi realmente fascinante ver porque não era justo que as pessoas estavam reagindo de forma tão positiva é apenas que o registro realmente parecia para manter contato com todo mundo. Foi realmente incrível.Ballard: Claro que eu sei que ele mudou um monte de gente, e eu ainda estou espantado por quantas pessoas foram tocados por esse registro. Mais de 30 milhões de pessoas saíram e comprou. Estes dias, você não pode sequer imaginar.

Halket: Ela era uma artista MTV. Ela era um artista MuchMusic certamente, mas era MTV, era todas as tomadas de vídeo, tudo. VH1. Tudo era tudo sobre Alanis. Ela foi a artista.Ela era Justin Bieber, em seguida, sem a internet.Waxman: Tão grande como era, e tão rapidamente como ficou grande, quando ela estava na capa da Rolling Stone que era puta merda. Esta é f -
grande rei . 
(Williams & Hirakawa; design by Dan Busheikin/CBC Music)

Colaboração:
 Fonte:
 

Artigos Relacionados

1 comentários :

Alanis Always disse...

*Obrigado pela Visita e Fique a Vontade para Opinar sempre!!
*Duvidas ou Sugestões, Idéias, Divulgações e Parcerias podem ser enviados para:
contato@alanisalways.com
*Não Insultar o Autor ou Leitores das postagens
*Não Pedir parceria por comentários
*Não Publicar Spam ou Similar
*Não use caixa alta (caps lock).
*Seja cordial. Não use palavrões, nem termos ofensivos.
*Não faça spam ou comentários fora do contexto do post.
*Agradecemos elogios, sugestões e críticas construtivas.
*Toda ajuda é bem vinda. Não critique apenas, ajude também

21 de julho de 2015 20:09

Postar um comentário